Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa política de privacidade e uso de cookies, onde poderá desactivar os mesmos.

OK

Oficina mais próxima

MForce Cascais Shopping

SAÚDE AUTO

210 115 017

Fale com um especialista

MarcaçãoMarcação

Há cada vez mais carros elétricos em Portugal. Dos automóveis vendidos no início de 2022, cerca de 20% eram elétricos ou híbridos plug-in. Desta percentagem, 10% eram 100% elétricos. Até 2035, e segundo estatísticas conservadoras, Portugal terá meio milhão de carros elétricos. Mas se continua a achar que “o elétrico talvez não seja para si” ou “não para já”, e nem entende bem que custos teria um carro elétrico, desfaça as suas dúvidas!

O que é um carro elétrico?

Vamos, primeiro, esclarecer o que é um carro elétrico. Os carros convencionais usam um motor de combustão interna, cujo combustível é o gasóleo, a gasolina ou o gás de petróleo liquefeito (GPL). Nos carros elétricos, o motor é elétrico. Este motor elétrico vai buscar a energia química armazenada nas baterias recarregáveis, que depois é convertida em energia elétrica para alimentar o motor. Por sua vez, o motor fará a sua conversão em energia mecânica. E é assim que o veículo anda.

>>Saiba tudo sobre carros elétricos, híbridos, a gás e tradicionais.

Quanta autonomia têm os carros elétricos?

Os carros elétricos têm cada vez mais autonomia. O carro 100% elétrico com mais autonomia no mercado é o Mercedes-Benz EQS, com 780 kms. o suficiente para ir de Melgaço a Faro (que, de acordo com o Google Maps, são 729 kms). Por outras palavras: percorrer Portugal de Norte a Sul. No entanto, claro que este carro é um topo de gama! Os carros elétricos mais vendidos em Portugal têm uma autonomia entre os 300 e os 400 kms. Isto significa que a maioria dos condutores só tem de carregar o carro uma vez por semana

 

A  manutenção de um carro elétrico é mais barata?

Por norma, a manutenção dos carros elétricos é mais barata do que a dos carros a gasóleo ou gasolina. Primeiro, os carros elétricos não precisam de óleos do motor, filtros nem correias. Além disso, como trava com o motor, não há um desgaste tão acentuado nas pastilhas dos travões nem nos pneus. Enquanto um carro convencional deve ir à revisão a cada 15 mil quilómetros, nos carros elétricos só é necessário fazer a revisão do carro a cada 50 mil quilómetros. Estima-se que a manutenção anual de um carro elétrico custa apenas 50€, contra 180€ dos carros a gasolina ou gasóleo.

Carro eléctrico emissões

Quais são as emissões dos carros elétricos?

Em média, os carros elétricos emitem menos 66% de dióxido de carbono do que os carros a gasolina e a gasóleo. Porque é que as emissões não são zero? Porque se emite dióxido de carbono para produzir o próprio carro e as baterias. Além disso, a eletricidade que produzimos ainda não é 100% renovável. Mas mesmo no pior cenário – a Polónia, que é o país da UE que mais usa carvão para produzir eletricidade – os carros elétricos poluem 30% menos. Em Portugal, é possível que, ao longo da sua vida, um carro elétrico emita menos 70-80% do que um carro convencional.

 

É verdade que os carros elétricos não fazem ruído?

Inicialmente, os carros elétricos eram completamente silenciosos. A partir de 2019, os carros elétricos começaram a produzir um “ruído branco” quando a velocidade é inferior a 30 km/h. Esta alteração destina-se a evitar atropelamentos na cidade porque os peões não se apercebem que um carro se está a aproximar. A velocidades superiores a 30 km/h, o ruído desaparece e o carro volta a ser silencioso.

Carro eléctrico onde carregar

Onde carregar um carro elétrico?

Ainda acha que há dificuldade em encontrar um posto de carregamento? Em Portugal, a rede MOBI.E engloba mais de 4000 postos de carregamento. Até 2025, devem ser 15.000. No ano passado, já nos tornamos o quarto país da Europa com mais postos de carregamento por cada 100 kms. E acha que estes postos de carregamento são muito demorados? Destes 4000 postos, cerca de 800 são de carregamento rápido.

 

Quanto tempo demora a carregar um carro elétrico?

Afinal, quanto tempo demora a carregar um carro elétrico? Tudo depende do tipo de posto de carregamento.

  • Num posto de carregamento normal, com uma potência de 3.7 kVA, demora entre 6 a 8 horas para atingir 100% de bateria.
  • Num posto de carregamento semi-rápido, com 22 kVA, demora aproximadamente 1 hora para chegar a 80% de bateria. 
  • Num posto de carregamento rápido, com 50 kW, pode carregar bateria suficiente para 100 kms em 15 - 20 minutos.
  • Há ainda os postos de carregamento ultrarrápidos, com potências de 120 e 160 KW, que carregam a bateria para 100 kms em 6 ou 8 minutos, respetivamente.

Ainda acha que demora muito a carregar um carro elétrico?

Pode carregar o carro elétrico na tomada de casa?

Tecnicamente sim… mas não é recomendável! A EDP alerta que só deve fazer isto numa situação de emergência, se não tiver outra alternativa. Usar uma tomada convencional para carregar o carro tem o risco de sobreaquecimento, o que pode danificar todo o sistema elétrico da casa. Além disso, estas tomadas têm pouca potência, pelo que teria de esperar 20 horas até ter a bateria completamente carregada!

Mas não se preocupe, porque pode instalar um posto de carregamento em casa. A solução mais conhecida é a “wallbox”, que pode comprar ou alugar a um Comercializador de eletricidade para Mobilidade Eléctrica (CEME). Estas “caixas de parede” têm diversas potências e adaptam a corrente de forma a poder carregar o seu carro mais rápido e em segurança. Mais: pode definir as horas de início e de fim para tirar proveito das tarifas bi-horárias.

Agora, se mora num condomínio preste atenção. Se a sua garagem não é uma box fechada com um quadro elétrico independente, só precisa de fazer uma avaliação técnica do local e comunicar a alteração ao condomínio com antecedência. Caso se trate de lugar de garagem num espaço partilhado, tem de solicitar a autorização do condomínio.

A melhor solução talvez seja tentar convencer os seus vizinhos a instalarem um posto de carregamento ligado à rede pública, para que possam medir o consumo de cada um. O Fundo Ambiental financia até 80% dos custos da instalação (até ao máximo de 800€) a condomínios multifamiliares, por isso aproveite este apoio.

Quanto custa um carregamento de um carro elétrico?

Ora bem, esta é uma questão sem uma resposta simples. O preço do carregamento de um carro elétrico varia muito. Primeiro, depende se carrega em casa ou num posto público. Neste último caso, o valor altera consoante o tipo de posto e a tarifa que contratou com o seu CEME (tal como a tarifa da eletricidade muda de operador para operador).

 

Segundo a Deco, um carro elétrico “só compensa” se carregar em casa.  Num posto de carregamento normal, a DECO calcula que paga 7.36€ para percorrer 100 kms. A ACP chega à mesma conclusão – é mais barato se carregar o carro em casa, na tarifa bi-horária – mas o carregamento num posto rápido compensa sempre em relação ao gasóleo e à gasolina. Nesta comparação, paga 6€ para percorrer 100 kms (num posto de carregamento) ou apenas 1.65€ a carregar em casa na hora de vazio.

 

O cálculo mais recente da Associação de Utilizadores de Veículos elétricos (UVE), os elétricos voltam a ser imbatíveis. Com um elétrico, a carregar em casa na hora mais barata da tarifa bi-horária, consegue percorrer 100 kms por 2€. A mesma distância a gasolina custa-lhe 11.38€ e a gasóleo 7.98€.

Mas afinal, como sabe quanto vai pagar num posto de carregamento público?

As tarifas de carregamento de carros elétricos levantam muitas dúvidas. Em alguns postos, só precisa de instalar uma app para carregar. Mas o mais habitual é fazer um contrato com um CEME, que lhe dá um cartão para a sua conta. Depois, carrega o seu cartão ou a conta na app em qualquer posto de carregamento – tal como utiliza o seu cartão em qualquer caixa multibanco, mesmo que não seja do seu banco.

O valor que paga por cada carregamento depende do contrato que celebrar com o seu CEME. Cada fatura é composta por quatro parcelas:

  • o valor que definiu para a venda de eletricidade, que já inclui a tarifa de acesso às redes de energia eléctrica (TAR) e a tarifa EGME relativa ao CEME. O valor que define com o CEME pode ser definido por custo do kWh, por minuto ou por sessão de carregamento;
  • o custo da utilização dos pontos de carregamento, que varia consoante o tarifário do operador do posto e já inclui a tarifa EGME relativa aos OPC;
  • as taxas e impostos definidos pelo Estado, incluindo o IVA (23%) e o imposto especial de consumo de energia elétrica (IEC), que é 0.001 kWh em Portugal Continental. 

Se quiser saber de antemão quanto vai pagar em cada posto, pode consultar a App Miio.

 

O que acontece se ficar sem bateria no meio da estrada?

O que acontece se o carro elétrico ficar sem bateria no meio da estrada? Há alguns anos, estaria em maus lençóis. Mas agora a Via Verde já instalou 32 postos de carregamento elétricos na A1 e na A2. A Brisa tem previsto instalar 82 postos de carregamento rápido e ultrarrápido em estações de serviço, incluindo na A3, na A6, na A4 e na A9. Portanto, mesmo que fique sem bateria, uma paragem de 15 minutos é o suficiente para seguir viagem.

Serviços MForce
ver todos os serviços
  • Mantemos a Garantia
  • Peças Homologadas
  • Técnicos Profissionais
A pensar em si
A PENSAR EM SI
Saúde Auto

Saúde Auto

Higienização

Higienização

Recolha Entrega

Recolha Entrega*

Recolha/entrega chaves 24h

Recolha/entrega chaves 24h*

Serviço Mobilidade

Serviço Mobilidade*

Marcação digital

Marcação digital

MForce, a melhor solução integrada para resolver qualquer problema do seu carro

Profissionalismo     Fiabilidade e Garantia     Conveniência     Rapidez     Qualidade e Preço

 

* Serviços disponíveis em oficinas selecionadas. Para mais informações ligue 210 115 017